Quem somos

 As origens do DECOM remontam ao início da década de 70, quando grande parte de seus integrantes já atuavam na área de Comunicações junto ao então Departamento de Eletrônica e Comunicações da Faculdade de Engenharia da UNICAMP. Em 1976, esse Departamento passou a fazer parte do Departamento de Engenharia Elétrica, o qual   deu origem em 1986 a Faculdade de Engenharia Elétrica, que com a criação do curso de Engenharia de Computação em 1996  passou a se chamar Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação. Desde aquela época inicial suas atividades se concentraram em Comunicações Digitais e transcorreram em estreita colaboração com o Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da TELEBRÁS. Ao longo deste tempo o DECOM participou ativamente do desenvolvimento de uma série de equipamentos de transmissão para o Sistema Nacional de Telecomunicações e de equipamentos de medidas para equipar seus próprios laboratórios.

Como principais realizações dos professores e pesquisadores do DECOM, podemos citar:

Equipamentos desenvolvidos inicialmente na UNICAMP e posteriormente transferidos ao CPqD da TELEBRÁS para industrialização:


  • Sistema MCP-30 (MultiplexTelefônico de 30 canais à taxa de 2 Mbit/s);
  • Repetidor regenerativo para linha de 2 Mbit/s (patente);
  • Supervisor de linha de 2 Mbit/s;
  • Sistema MCP-60 (Multiplex Telefônico de 60 canais à taxa de 2 Mbit/s usando interpolação digital de voz) (patente);
  • Sistema MCP-120 (Multiplex Telefônico de 120 canais à taxa de 8 Mbit/s)
  • Supressor de "Waiting Time Jitter", atualmente incorporado aos sistemas MCP-120 e MCP-480 (patente).

Equipamentos desenvolvidos em co-participação com o CPqD da TELEBRÁS e posteriormente industrializados:


  • Sistema ELO 34 (Linha óptica a 34 Mbit/s)
  • Sistema MCP 480 (Multiplex de 480 canais à taxa de 34 Mbit/s)

Equipamento desenvolvido mas não industrializado:


  • Repetidor regenerativo duobinário para a taxa de 4 Mbit/s

Equipamentos desenvolvidos para equipar os laboratórios de ensino/pesquisa da FEEC:


  • Fonte de alimentação
  • Gerador de sinais
  • Freqüencímetro

Protótipos para os laboratórios de pesquisa:


  • Estações de aquisição/reprodução de voz para processamento em tempo não real
  • Estações de aquisição/reprodução de vídeo para processamento em tempo não real.

Os recursos para o financiamento das realizações acima foram provenientes das seguintes fontes:

  • FAPESP
  • BNDES (73-75)
  • TELEBRÁS (a partir de 1974)
  • FINEP
  • CNPq
  • CAPES
  • FAEP/UNICAMP
  • Fundação Banco do Brasil

Paralelamente aos desenvolvimentos acima, foram gerados outros trabalhos científicos registrados em relatórios técnicos da Faculdade, periódicos científicos nacionais e internacionais, anais de congressos nacionais e internacionais, livros, etc. No início grande parte dos esforços do DECOM foi canalizada para o desenvolvimento de equipamentos de transmissão digital, hoje suas atividades estão mais diversificadas e se concentram em pesquisa pura e aplicada.  A nível de pós-graduação foram concluídas, até meados de 1998, mais de 150 teses de Mestrado e mais de 40 teses de Doutorado.