Cotutela - Teses

Cotutela de Teses 

 Acordos de cotutela são convênios específicos envolvendo docentes da Unicamp e de uma instituição estrangeira, compartilhando a orientação de um aluno de doutorado. Acordos de cotutela são assinados na Unicamp pelo presidente da Comissão Central de Pós-Graduação (Pró-Reitor de Pós-Graduação).  Na FEEC, o processo deve ser iniciado nos departamentos, com parecer e aprovação do conselho departamental; em seguida, deve ser encaminhado à CPG para deliberação e, finalmente, ser aprovado pela Congregação da FEEC. 

O pressuposto para a assinatura e manutenção de um Acordo de Cotutela é que o interessado seja um aluno regular do Programas de Pós-Graduação. A dissertação/tese deverá ser defendida dentro do prazo de integralização. Caso o aluno não a defenda neste prazo, a Cotutela está cancelada.

Procedimentos

Após as tratativas iniciais entre o aluno, o orientador brasileiro e o orientador estrangeiro, uma minuta do acordo deverá ser elaborada, tomando-se por base  o Modelo de Acordo de Cotutela,  disponível na página da PRPG  e levando-se em conta as condições específicas da universidade parceira estabelecidas no Modelo de Acordo de Cotutela disponibilizado pela Universidade estrangeira.

Depois da confecção dessa minuta, sugere-se que, preliminarmente, a versão eletrônica desse documento (em português) seja encaminhada à PRPG (atd.prpg@reitoria.unicamp.br) para a verificação se o que está sendo pactuado entre as universidades não fere o disposto na Deliberação CONSU A-10/2015 – que dispõe sobre o Regimento Geral dos Programas de Pós-Graduação da Unicamp.

Verificada a concordância dos termos da minuta apresentada, os procedimentos internos, descritos a seguir, deverão ser seguidos:

1) O envio eletrônico do acordo para a secretaria de pós-graduação para análise da Comissão de Pós-Graduação

2) A Comissão de Pós-Graduação enviará a documentação para análise da Congregação

3) Quando o acordo for aprovado nas instâncias citadas acima, a secretaria de pós-graduação  deverá montar o processo de cotutela (pasta de capa azul) e instruí-lo com:

a. duas versões do Acordo (uma em português e outra em inglês ou no idioma da universidade estrangeira) - fornecido pelo docente;

b. as aprovações da  Comissão de Pós-Graduação-CPG e  da Congregação;

c. três vias do Acordo de Cotutela em cada idioma (ou número maior se a universidade convenente exigir) deverão ser anexadas na contracapa do processo.

2) Esse processo deverá ser encaminhado à Procuradoria Geral – PG para análise e manifestação.

3) Caso a PG levante algum óbice jurídico para a formalização do Acordo, o processo será devolvido para à FEEC. Não havendo óbices, o processo será encaminhado à PRPG, que o enviará à CCPG.

4) Sendo aprovado pelo plenário, o Acordo de Cotutela será assinado pelo(a) Pró-Reitor(a) de Pós-Graduação.

5) O processo será devolvido à CPG da FEEC que deverá providenciar as assinaturas da universidade convenente.

6) Colhidas todas as assinaturas, uma via da versão em português e outra no outro idioma deverão ser juntadas ao processo de Cotutela e as demais vias ficarão com os outros interessados.

7) Finalizando, o processo com o Acordo de Cotutela firmado entre as partes deverá ser encaminhado à Diretoria Acadêmica – DAC para as devidas anotações e providências. Caso o aluno não esteja inserido no sistema GED, o seu processo de vida acadêmica deverá ser encaminhado juntamente com o processo de Cotutela à DAC. Após as anotações e providências, a DAC devolverá o(s) processo(s) à CPG que deverá mantê-lo(s) até a defesa da dissertação/tese pelo aluno.

8) Depois da defesa da dissertação/tese e de sua homologação pela CCPG, a DAC emitirá o diploma com a menção de que o título foi obtido no âmbito de um Acordo de Cotutela firmado entre a Unicamp e a outra Universidade.