Certificados de Estudos

Os Certificados de Estudos são oferecidos aos alunos regulares de graduação da Unicamp, desde que sejam cumpridos os requisitos exigidos, e visam a possibilidade de conclusão de um conjunto de disciplinas integrantes de ramos específicos de conhecimento da engenharia elétrica e da engenharia de computação. Cada Certificado de Estudos oferecido pela FEEC tem um professor tutor responsável. A FEEC oferecerá os Certificados de Estudo com os respectivos públicos alvos, professores tutores, objetivos, temas e conjuntos de disciplinas descritos a seguir.

Obs.: Quando o estudante for utilizar os créditos relativos às atividades de Estágio, Iniciação Científica ou Trabalho de Conclusão de Curso, deverá encaminhar ao Tutor do Certificado de Estudos o respectivo Relatório para análise.

 

PARA SOLICITAR SEU CERTIFICADO DE ESTUDOS:

(Procedimento informado pela DAC em janeiro/2022)

Informamos que o procedimento de solicitação de emissão dos Certificados de Estudos será centralizado na DAC, obedecendo os seguintes passos:

1 - a solicitação do aluno deverá ser registrada pelo canal "Fale Conosco" - https://www.dac.unicamp.br/portal/fale-conosco - utilizando o assunto "Certificado de Estudos", indicando o nome do Certificado, o respectivo ano de catálogo e as siglas das disciplinas que foram cursadas para este fim;
2 - o encaminhamento deste pedido, da DAC para a Coordenadoria de Graduação (CG) responsável, para a manifestação (se houver necessidade);
3 - o envio desta manifestação para a DAC, em forma de ofício do(a) Coordenador(a), ou de seu(ua) Associado(a)
4 - a emissão do Certificado pela DAC

Mais orientações estão disponíveis no link: https://www.dac.unicamp.br/portal/vida-academica/graduacao/estruturacurricular/habilitacoes-enfases-e-certificado-de-estudos

 

Certificados de Estudo Vigentes

1) Fundamentos da Engenharia de Computação para os alunos dos cursos 11 e 41 - Tutor: Prof. Akebo Yamakami.

 

Objetivo: oferecer aos alunos de engenharia elétrica (cursos 11 e 41) a oportunidade de complementar seus estudos em fundamentos da engenharia de computação.  O candidato deverá obter um total de 18 (dezoito) créditos dentre as disciplinas dos grupos 1 e 2 a seguir. Grupo 1: obter 12 créditos dentre as disciplinas EA072, EA074, EA872, EA960, EA975, EA976 e EA979. Grupo 2: convalidar no máximo 6 créditos nas disciplinas EA006, EE015, EE016 ou EE017. Os créditos correspondentes somente serão validados quando o tema da disciplina estiver relacionado com a área de Engenharia de Computação. Os créditos correspondentes somente serão validados mediante parecer favorável do tutor. Observação: Por solicitação circunstanciada do aluno interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Fundamentos da Engenharia de Computação.

2) Fundamentos da Engenharia Elétrica para os alunos do curso 34-habilitação AB - Tutor: Prof. Rafael Santos Mendes.

 

 

Os conjuntos de disciplinas deste certificado têm como objetivo oferecer aos alunos de Engenharia de Computação (curso 34), habilitação AB (Sistemas e Processos Industriais), a oportunidade de complementar seus estudos em alguns fundamentos de Engenharia Elétrica. O candidato deverá obter no mínimo 12 créditos nas seguintes disciplinas: EA 611, ET 520, ET 620 e ET 720. Adicionalmente, deverá convalidar 6 créditos nas disciplinas EA006, EE015, EE016 ou EE017. Observação 1: Será considerada válida a atividade quando o tema desenvolvido estiver relacionado com a área de Energia Elétrica. Os créditos correspondentes somente serão validados mediante parecer favorável do tutor. Observação 2: Por solicitação circunstanciada do estudante interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas na Unicamp e que não constem da relação de disciplinas elencadas, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Engenharia Elétrica.

3) Engenharia de Som, sugerido para os alunos dos cursos 11, 41 e 34 - Tutor: Prof. Bruno Sanches Masiero.

 

 

Objetivo: propiciar ao estudante de graduação a oportunidade de interação com pesquisadores e o aprendizado de tópicos relevantes para a solução de problemas na área de Engenharia de Som. Espera-se que o aluno desenvolva este conjunto de habilidades através do cumprimento dos créditos do certificado. As disciplinas EE838 ou EE840 visam dar ao aluno uma visão abrangente da área e as disciplinas EG938 e EG940 (que podem ser cursadas junto a disciplinas de pós graduação) almejam capacitá-lo a resolver problemas técnicos específicos da Engenharia de Som. As disciplinas do grupo (4) discriminadas abaixo, permitirão que o estudante seja capaz de interagir com outras áreas do conhecimento que se relacionam com a Engenharia de Som e de conduzir um trabalho técnico ou científico na área em questão. O certificado de estudos favorece a realização de pós-graduação na área, uma vez que qualifica o estudante para o trabalho científico em Engenharia de Som e permite que disciplinas de pós-graduação sejam cursadas simultaneamente às disciplinas EGxxx (estas disciplinas podem ser convalidadas posteriormente caso haja continuidade dos estudos em nível de pós-graduação). O candidato deverá obter 20 créditos em disciplinas, distribuídas nos grupos a seguir:
1) Ao menos 2 cŕeditos entre as disciplinas EE838 e EE840;
2) Ao menos 4 créditos entre as disciplinas EG938 e EE938
3) Ao menos 4 créditos entre as disciplinas EG940 e EE940
4) Ao menos 4 créditos entre as disciplinas: CV908, HL221, HL321, HL341, EM607, EM862, CS200, CS300, qualquer disciplina do tipo MUXXX ou qualquer disciplina do tipo MPXXX.
5) Convalidar ao menos 6 créditos entre as disciplinas EA006, EE015, EE016 e EE017 (ou disciplinas equivalentes de estágio, iniciação científica ou trabalho de formatura ofertada por outras faculdades). Os créditos serão convalidados somente se o tema das disciplinas for diretamente relacionado à área de Engenharia de Som, mediante parecer favorável do tutor. Opcionalmente, para o ítem (4), poderão ser consideradas outras disciplinas, desde que seu conteúdo tenha comprovada relevância para a área de Engenharia de Som, mediante justificativa do aluno e parecer favorável do tutor.

4) Telecomunicações e Telemática, sugerido para os alunos dos cursos 11, 41 e 34 - Tutor: Prof. Paulo Cardieri.

 

 

Objetivo: oferecer aos alunos de engenharia elétrica (cursos 11 e 41) e de engenharia de computação (curso 34) uma complementação de seus estudos na área de Telecomunicações e Telemática. A convergência entre Televisão, Computação e Telecomunicações deverá levar ao surgimento de grandes redes integradas, interativas e inteligentes, capazes de viabilizar a oferta de inúmeros serviços novos em quase todas as áreas de atividade, como o comércio, a medicina, a engenharia, a educação, o entretenimento, etc. Essa perspectiva faz das Telecomunicações uma das áreas mais dinâmicas da economia deste começo de século, na medida em que de sua evolução depende o crescimento da produtividade dos setores mais ativos da nossa sociedade, bem como o seu diálogo e participação na economia mundial, e o acesso às fontes de cultura e tecnologia do mundo globalizado. Esta evolução, por sua vez, está baseada numa plêiade de novas técnicas, que deverão ser desenvolvidas para as Comunicações via Cabo, Comunicações Ópticas e Comunicações sem Fio. A otimização destas técnicas coloca novos problemas no âmbito da Teoria das Comunicações, da Teoria de Informação, e do Processamento de Sinais. Sua implementação induz e se respalda no advento de novas tecnologias nas áreas de optoeletrônica, fotônica e microeletrônica. Diante desse quadro, é fundamental que este novo contexto tecnológico, que compreende novas tecnologias, novas infra-estruturas, novos serviços, e até novos mercados, seja bem dominado pelos profissionais de engenharia que pretendem atuar no setor de Telecomunicações e Telemática. O candidato deverá obter um total de 24 (vinte e quatro) créditos dentre todas as disciplinas dos grupos 1 e 2 a seguir. Grupo 1: EG913 ou EE071; EG844 ou EG970 ou EA074; EG912; EG962 EG961 ou EG972 ou EE082; EE083; EG959 ou EG960 ou EE084; EG918 ou EE085; EG933 ou EE089; EE090; EE900; EG950 ou EE903; EG901 ou EG907 ou EG908 ou EE904 ou EG906; EE981. Grupo 2: Convalidar no máximo 6 créditos nas disciplinas EA006, EE015, EE016 ou EE017. Os créditos correspondentes somente serão convalidados quando o tema da disciplina estiver relacionado com a área de Telecomunicações e Telemática e mediante parecer favorável do tutor. Observação: Por solicitação circunstanciada do aluno interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Telecomunicações e Telemática.

5) Sistemas de Energia Elétrica, sugerido para os alunos dos cursos 11 e 41 - Tutor: Prof. Carlos Alberto de Castro Júnior.

 

 

Enfoque: análise do planejamento e da operação de sistemas elétricos de potência. Seu objetivo principal é formar profissionais de alto nível que possam contribuir de maneira efetiva para a manutenção e desenvolvimento do setor elétrico. O candidato deverá atender uma das seguintes opções: Opção 1) Obter pelo menos 18 créditos dentre as disciplinas EG600, EG601, EG602, EG603, EG604, EG005, EG614, EG615, EG616, EG620, EG640, EG651 e EG652. Opção 2) Obter pelo menos 12 créditos dentre as disciplinas EG600, EG601, EG602, EG603, EG604, EG005, EG614, EG615, EG616, EG620, EG640, EG651, EG652 e pelo menos uma disciplina dentre EA006, EE015, EE016, EE017 para as quais os créditos somente serão validados se o tema da disciplina estiver especificamente relacionado com a área de Sistemas de Energia Elétrica e mediante parecer favorável do tutor. Observação: Por solicitação circunstanciada do aluno interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Sistemas de Energia Elétrica.

6) Engenharia Biomédica, sugerido para os alunos dos cursos 11, 41 e 34 - Tutor: Professor Antonio Augusto Fasolo Quevedo.

 

 

Objetivo: propiciar ao estudante de graduação a oportunidade de interação com pesquisadores e o aprendizado de tópicos relevantes na solução de problemas típicos dos diversos ramos específicos de conhecimento (Engenharia Médica e Biológica, Bioengenharia, Engenharia de Reabilitação e Engenharia Clínica) da área de Engenharia Biomédica. Espera-se que o aluno obtenha inicialmente uma visão geral da área, com informações específicas sobre tópicos que irão possibilitar maior facilidade para decisão a respeito da continuidade ou não na área. Esta visão deverá ser obtida cursando-se a disciplina EA997, única obrigatória, qualquer que seja a sub-área escolhida ou pretendida. Para algumas das sub-áreas a disciplina EA097 deverá suprir conhecimentos básicos e específicos sobre sistemas biológicos, incluindo experimentação fisiológica em aulas de laboratório. Já as demais disciplinas (equivalentes às de pós-graduação na Área de Concentração de Engenharia Biomédica) suprirão os conceitos básicos fundamentais de cada uma das sub-áreas. O estudante interessado em obter o Certificado de Estudos em Engenharia Biomédica terá ainda a oportunidade de cursar concomitantemente estas mesmas disciplinas na pós-graduação, que poderão ser incorporadas no seu currículo de mestre ou doutor, caso deseje continuar os estudos. A FEEC considera a realização do Certificado de Estudos em Engenharia Biomédica uma oportunidade de manter na UNICAMP estudantes com interesse pelas atividades de pesquisa e desenvolvimento na área de Engenharia Biomédica que, ingressando na pós-graduação, poderão concluir os trabalhos de mestrado e doutorado em prazos até inferiores aos exigidos, contribuindo para a formação de doutores em tempo reduzido, sem perda de qualidade. O candidato deverá obter um mínimo de 18 (dezoito) créditos com uma distribuição por grupos de disciplinas a seguir: 1) 4 créditos na disciplina obrigatória EA997; 2) Um mínimo de 8 (oito) créditos dentre as disciplinas EA097, EG743, EG744, EG787, EG747, EG748, EG749, EG750, EG751, EG742. 3) Convalidar no máximo 6 créditos nas disciplinas EA006, EE015, EE016 ou EE017. Os créditos correspondentes somente serão convalidados quando o tema da disciplina estiver relacionado com a área de Engenharia Biomédica e mediante parecer favorável do tutor. Alternativamente o aluno poderá substituir estes 6 créditos por duas outras disciplinas quaisquer adicionais da relação acima. Observação: Por solicitação circunstanciada do aluno interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas nos grupos 2 ou 3, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Energia Biomédica.

7) Sistemas de Controle, sugerido para os alunos dos cursos 11, 41 e 34-modalidade AB - Tutor: Professor Paulo Augusto Valente Ferreira.

 

 

Objetivo: propiciar aos alunos uma visão abrangente da área e o domínio das principais técnicas de modelagem, análise e projeto de sistemas de controle lineares e não lineares. A área de Sistemas de Controle compreende um conjunto sólido de ferramentas de diversas áreas da matemática, que se combina com o entendimento da física e da modelagem dos sistemas. Sua relevância extrapola a área específica de Engenharia Elétrica, compreendendo metodologias relevantes às mais diversas áreas das ciências e do conhecimento. Ela é uma área que apresenta grande atividade e desenvolvimento acelerado, tanto do ponto de vista da introdução de novas ferramentas de software para modelagem, análise e projeto de sistemas, quanto do ponto de vista do hardware, no que diz respeito às inovações tecnológicas para a fabricação de sensores, atuadores e controladores, aplicando-se a processos industriais críticos do ponto de vista de desempenho e de segurança. Dá-lhe suporte o vigoroso desenvolvimento de suas bases teóricas, produzido nos meios acadêmicos e nos institutos de pesquisa. Desde sua criação até atingir a estrutura atual, a Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da UNICAMP tem na área de Sistemas de Controle uma das suas principais ênfases. Em função dos avanços tecnológicos verificados nesta área e da necessidade crescente por automação de processos, justifica-se a ênfase do Certificado de Estudos em Sistemas de Controle pela importância atribuída pela FEEC à área e principalmente, pela efetiva demanda do mercado por profissionais qualificados para atuarem em controle e automação de sistemas. O candidato deverá obter um mínimo de 16 (dezesseis) créditos por grupos de disciplinas a seguir: A) 4 (quatro) créditos dentre as disciplinas EG436 e EG888. B) Um mínimo de 8 créditos dentre as disciplinas EG435, EG400, EG432, EG451, EG456, EG444, EG539, EG433, EG434, EG404, EG431, EG403, EG486, EG409, EG663. C) No máximo 8 (oito) créditos dentre as disciplinas EG425, EG443, EG405, EG881, EG882, EG453, EG560, EG562, EG461, EG468, EG950, EG105. D) Convalidar no máximo 6 créditos nas disciplinas EA006, EE015, EE016 ou EE017. Os créditos correspondentes somente serão convalidados quando o tema da disciplina estiver relacionado com o setor específico de conhecimento Sistemas de Controle e mediante parecer favorável do tutor. Observação: Por solicitação circunstanciada do aluno interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas nos grupos B, C, e D, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Sistemas de Controle.

8) Sistemas Distribuídos e Redes de Computadores, sugerido para os alunos dos cursos 11, 41 e 34 - Tutor: Professor Eleri Cardozo.

 

 

Objetivo: oferecer aos alunos de graduação uma formação voltada para o desenvolvimento, operação e manutenção de sistemas computacionais distribuídos. O desenvolvimento de tais sistemas exige sólidos conhecimentos de sua principal infra-estrutura de suporte, as redes de computadores. O certificado de estudos capacita o aluno a desenvolver aplicações distribuídas seguras voltadas para domínios específicos como controle e automação, energia, transportes, bem como aplicações voltadas para o controle e operação da própria rede de comunicação. O elenco de disciplinas associadas ao certificado de estudos explora as recentes tendências na área de sistemas distribuídos e redes de computadores, por exemplo, a convergência de redes e serviços em direção à Internet, a mobilidade e a comunicação multimídia propiciada pelas redes sem fio e redes de alto desempenho, e os recentes padrões, tecnologias e produtos empregados no desenvolvimento de sistemas distribuídos seguros. O candidato deverá obter um mínimo de 20 (vinte) créditos com uma distribuição por grupos de disciplinas a seguir. Grupo 1) No máximo 6 (seis) créditos dentre as disciplinas EA872, EA074, EA082. Grupo 2) Qualquer quantidade créditos dentre as disciplinas EG844 EG847 EG803 EG811 EG812 EG560. Grupo 3) Convalidar no máximo 6 créditos nas disciplinas EA006, EE015, EE016 ou EE017. Os créditos correspondentes somente serão convalidados quando o tema da disciplina estiver relacionado com o setor específico de conhecimento Sistemas Distribuídos e Redes de Computadores e mediante parecer favorável do tutor. Observação: Por solicitação circunstanciada do aluno interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Sistemas Distribuídos e Redes de Computadores.

9) Automação e Sistemas Inteligentes, sugerido para os alunos dos cursos 11, 41 e 34 - Tutor: Professor Ricardo Ribeiro Gudwin.

 

 

Objetivo: oferecer aos alunos uma formação adequada às demandas atuais das empresas voltadas para o desenvolvimento de sistemas inteligentes e sistemas de automação inteligente. A área dos Sistemas Inteligentes vem apresentando nos últimos anos um desenvolvimento significativo, principalmente com o progresso obtido a partir de técnicas tais como os sistemas e lógica “fuzzy”, as redes neurais, os algoritmos genéticos e outros tipos de sistemas evolutivos. Conjuntamente com técnicas tradicionais, de inteligência artificial e tecnologias de agentes, as metodologias vêm proporcionando o desenvolvimento de sistemas que contribuem para a solução eficaz de problemas complexos de engenharia, particularmente no contexto de automação. Portanto o conhecimento e o domínio destas metodologias é fundamental para que os engenheiros envolvidos com o desenvolvimento de sistemas computacionais em automação possam acompanhar as evoluções que ocorrem no mundo da informática, industrial e comercial. O candidato deverá obter aprovação em um conjunto de disciplinas cuja distribuição por grupos está especificada abaixo. Grupo 1) Obter aprovação em EA072. Grupo 2) Obter aprovação em três disciplinas dentre: EG504, EG505, EG509, EG513, EG453, EG507, EG560, EG461 e EG562 ou duas disciplinas dentre EG504, EG505, EG509, EG513, EG453, EG507, EG560, EG461 e EG562 e uma disciplina dentre EG444, EG545, EG546, EG539, EG538, EG503, EG550, EG451, EG565, EG567, EG578, EG514, EG515 e EG085. Grupo 3) Convalidar 6 créditos nas disciplinas EA006, EE015, EE016 ou EE017. Os créditos correspondentes somente serão convalidados quando o tema da disciplina estiver relacionado com o setor específico de conhecimento Automação e Sistemas Inteligentes e mediante parecer favorável do tutor. Observação: Por solicitação circunstanciada do estudante interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas nos grupos 2 ou 3, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Automação e Sistemas Inteligentes.

10) Otimização de Sistemas, sugerido para os alunos dos cursos 11, 41 e 34 - Tutor: Professor Takaaki Ohishi.

 

 

Objetivo: proporcionar aos estudantes uma formação básica em otimização de sistemas e suas interações em processos de decisão e gestão de recursos. Pesquisa operacional envolve o desenvolvimento de métodos científicos para analisar sistemas complexos e tomar decisões. O papel desta disciplina tem se tornado cada vez mais importante com a crescente complexidade e incerteza no século 21: a economia eletrônica requer decisões operacionais e táticas mais rápidas e melhores; globalização, telecomunicações e internet definem novas relações entre clientes, fornecedores, parceiros e competidores. Tradicionalmente, pesquisa operacional tem desempenhado papel importante nas áreas de projeto, planejamento, e operação de cadeias ou redes de suprimento. No entanto, sua aplicação tem se estendido rapidamente para uma grande variedade de áreas tais como: agricultura, finanças, medicina, marketing, recursos naturais, energéticos e ambientais, e políticas no setor público, envolvendo serviços de saúde, educação, saúde pública, justiça criminal, serviços urbanos segurança pública.  Três requisitos são necessários para a utilização da pesquisa operacional. O primeiro envolve a compreensão de características e atributos de um sistema complexo e a habilidade de abstrair e traduzir os pontos mais importantes em um modelo matemático ou de simulação. O segundo consiste da habilidade para desenvolver métodos de resolução para os modelos e utilizar pacotes comerciais com conhecimento sobre os métodos utilizados nestes. O terceiro envolve a comunicação com clientes para compreender o problema e explicar resultados não intuitivos, mas importantes, gerados pela aplicação de pesquisa operacional. Em particular, na FEEC a aplicação de técnicas de otimização é bastante difundida, com aplicações nas áreas de Energia Elétrica, Telecomunicações e Telemática, Controle e Automação, Logística e Engenharia de Computação.O Certificado de Estudos em Otimização de Sistemas é composto de um conjunto de disciplinas que tratam de técnicas de otimização (Programação Linear, Programação Não Linear e Programação Inteira e Combinatória), de métodos heurísticos, e de disciplinas de aplicação dos modelos de otimização em Sistemas de Produção e em operação de Sistemas de Energia Elétrica. O candidato deverá obter um mínimo de 18 (dezoito) créditos entre as disciplinas EA954, EA043, EA052, EG425, EG443, EG881, EG882, EG486 e EG411. Convalidar no máximo 6 créditos nas disciplinas EA006, EE015, EE016 ou EE017. Os créditos correspondentes somente serão convalidados quando o tema da disciplina estiver relacionado com o setor específico de conhecimento Otimização de Sistemas e mediante parecer favorável do tutor. Observação: Por solicitação circunstanciada do aluno interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Otimização de Sistemas.

11) Técnicas de Projeto de Sistemas Embarcados, sugerido para os alunos dos cursos 11, 41 e 34 - Tutor: Professora Alice M. Tokarnia.

 

 

Objetivo: capacitar os alunos de graduação a utilizar em seus projetos as técnicas que possibilitaram o acelerado progresso na indústria de sistemas embutidos.  Os cursos enfatizam três aspectos do projeto: projeto de hardware dedicado, projeto de software a ser executado em processadores disponíveis no mercado e projeto do sistema completo. Durante as duas últimas décadas, as técnicas de projeto de computadores e circuitos dedicados passaram por marcantes transformações, impulsionadas por avanços tecnológicos e inovações estruturais. Os avanços tecnológicos foram responsáveis pela produção em massa de circuitos integrados e pelo aumento de 60% a 80% ao ano no número de transistores por circuito.  Entre as inovações estruturais, podemos citar a introdução do modelo unidade de controle–datapath, das ferramentas de projeto no nível de registro e dos processadores RISC.  Essas inovações vêm possibilitando os aumentos no desempenho de processamento entre 30% e 50% a.a., conforme divulgado por ocasião do lançamento no mercado dos novos processadores. Os projetistas de novos dispositivos procuram satisfazer especificações de projeto que incluem funcionalidade, performance, dimensões físicas, potência dissipada e duração da bateria utilizando módulos em hardware e software. A escolha de um processador implica na seleção de um conjunto de instruções adequado para uma aplicação, com o uso de critérios quantitativos para comparação entre vários conjuntos.  Além disto, técnicas de organização, que incluem hierarquia de memória (cache, memória principal, disco), estruturas pipeline, organização de dispositivos de entrada/saída e núcleos multiprocessadores, podem ser importantes para a performance do sistema.  As técnicas de projeto de hardware cobrem o projeto no nível de registro (RTL), abordando especificação em linguagens de descrição de hardware e técnicas para escalonamento de atividades, aumento de desempenho e redução de custo.  Essas técnicas são geralmente aplicadas através de ferramentas de CAD, sendo a simulação o recurso mais comum para eliminar erros de projeto. O candidato deverá obter no mínimo 18 créditos, sendo no mínimo 12 no conjunto dentre as seguintes disciplinas: EA960, EG841, EG842, EG864, EG808 e EG809. Obter no mínimo 6 créditos entre as disciplinas EA006, EE015 ou EE016. Os créditos destas disciplinas somente serão contabilizados se o estágio ou projeto de iniciação científica contribuir para o conhecimento do aluno a respeito do tema deste certificado, ou seja, técnicas para o projeto de sistemas embarcados. Podem também ser incluídos créditos referentes a outras disciplinas oferecidas na graduação ou na pós-graduação referentes ao tema deste certificado. Os créditos correspondentes somente serão contabilizados após parecer favorável do tutor. Observação: Por solicitação circunstanciada do aluno interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Técnicas de projeto de sistemas embarcados.

12) Eletrônica, Microeletrônica e Optoeletrônica, sugerido para os alunos dos cursos 11 e 41 - Tutor: Professor Marco Antonio Robert Alves.

 

 

Objetivo: oferecer aos alunos de graduação um elenco de disciplinas para compor uma formação em Eletrônica, Microeletrônica e Optoeletrônica. A área de Eletrônica, Microeletrônica e Optoeletrônica é muito dinâmica e de elevado conteúdo tecnológico. A concepção de tecnologia de fabricação de componentes eletrônicos ou ópticos integrados é uma área de atuação de engenheiros com alta demanda de profissionais nos âmbitos nacional e internacional. A área de fabricação de componentes eletrônicos permeia praticamente todos os campos da Eletrônica, Informática e Telecomunicações. É uma área econômica essencial em qualquer país e fundamental para o desenvolvimento. O conjunto das disciplinas deste certificado permite ao aluno ter um conhecimento especial nas áreas de Projetos e Processos em Microeletrônica, os fundamentos de dispositivos semicondutores, ferramentas automáticas para o projeto de circuitos eletrônicos –EDA- Electronic Design Automation. Ainda, nas disciplinas disponíveis é possível direcionar os estudos para Projeto de Circuitos Integrados Analógicos e Digitais ou, Processos e Materiais em Microeletrônica, para a Modelagem e Simulação de Processos e Dispositivos ou Tecnologias especiais de Microeletrônica. O conjunto de disciplinas contempla desde a formação básica nas áreas indicadas até abordagens de recentes avanços tecnológicos como, por exemplo, a Nanoengenharia e Nanotecnologia. O candidato deverá obter um total de no mínimo 18 créditos dentre todas as disciplinas dos grupos 1 e 2. Grupo 1) Obter no mínimo 12 créditos dentre EE941, EG733, EG023, EG024, EG910, EG911, EG924, EG925, EG935, EG915, EG921, EG934, EG923, EG914, EG808, EG809, EG908, EG922, EG928 e EG663. Grupo 2) Cursar uma das disciplinas EA006, EE015, EE016 ou EE017. Os créditos correspondentes somente serão validados quando o tema da disciplina estiver relacionado com a área de Eletrônica, Micro-eletrônica e Optoeletrônica e mediante parecer favorável do tutor. Observação: Por solicitação circunstanciada do aluno interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Eletrônica, Microeletrônica e Optoeletrônica.

13) Aplicações de Energia Elétrica, sugerido para os alunos dos cursos 11 e 41 - Tutor: Professor José Antenor Pomílio.

 

 

Objetivo: proporcionar aos estudantes, na finalização de seu programa de graduação, um direcionamento em seus estudos para os conhecimentos científicos e as tecnologias atualizadas de extensa e intensa utilização no setor industrial ligado à Energia Elétrica. Este certificado se situa dentro da área de Energia Elétrica. Esta área é bastante abrangente e suas ramificações no setor industrial envolvem uma ampla base de conhecimentos científicos e de tecnologias de produtos, de processos e de gerenciamento de recursos. De um modo geral, podemos citar os equipamentos elétricos, eletrônicos e de controle para geração, transmissão, distribuição, conversão e consumo de energia elétrica e a base de conhecimentos e de tecnologias associadas. O candidato deverá obter um mínimo de 18 créditos sendo no mínimo 12 créditos dentre as disciplinas EG612, EG605, EG606, EG622, EG632, EG625, EG626, EG644 e ET910. Adicionalmente deve convalidar 6 créditos nas disciplinas EA006, EE015, EE016 ou EE017. Observação 1: Será considerada válida a atividade quando o tema desenvolvido estiver relacionado com a área de Energia Elétrica. Os créditos correspondentes somente serão validados mediante parecer favorável do tutor. Observação 2: Por solicitação circunstanciada do estudante interessado, para efeito de totalização dos créditos necessários à obtenção deste Certificado de Estudo, o Tutor pode convalidar até 4 créditos em disciplinas cursadas e que não constem da relação de disciplinas elencadas, desde que o conteúdo esteja diretamente relacionado à área de Energia Elétrica.